Siga-nos nas redes sociais

© Copyright 2017 Junta de Freguesia de Silgueiros, Todos os direitos reservados.

Quinta dos Cassapos

Quinta dos Cassapos
Quem Somos
A Quinta dos Cassapos é a designação da exploração agrícola que congrega três propriedades distintas: a Quinta de S. Caetano, a Quinta da Moita da Pedra ou Pensais e o Tojal ou Quinta de Cima, localizadas em Casal Meão e Silvares de Silgueiros, num total de 10 ha. Toda a nossa produção é certificada em Modo de Produção Integrada (MPI). Assenta substancialmente na produção de uvas de castas tintas e brancas (touriga nacional, jaen, aragonês, alfrocheiro preto, encruzado, cerceal e malvasia fina), que são entregues e processadas na Adega Cooperativa de Silgueiros. O nosso azeite, de qualidade superior, é produzido a partir de azeitonas da variedade galega e obtido unicamente por processos mecânicos, sendo comercializado com a marca “Moita da Pedra” em embalagens de 250ml, 500ml, 2l e 5l. As nossas Fruteiras produzem pêssegos e nectarinas, maçã das variedades Royal Gala, Golden, Starking e Bravo de Esmolfe e Pera Rocha, bem como nozes, castanhas e avelãs. Possuímos ainda uma pequena exploração pecuária (pequenos ruminantes) com marca registada no âmbito do RIAP (Ministério da Agricultura) e que se destina sobretudo à produção de matéria orgânica para ser incorporada nos solos cultivados. A Quinta de S. Caetano é pertença da família desde há 130 anos, indo já na 4ª geração, tendo sido adquirida em 1887, durante o reinado de D. Luís I, por arrematação em hasta pública por José Maria Fernandes. Esta propriedade pertencia a Henrique Lemos e Sousa, à época também proprietário da Quinta do Loureiro. Por curiosidade esta Quinta do Loureiro foi adquirida, por essa altura, por Joaquim dos Santos Lima, cunhado de José Maria Fernandes casado com a irmã daquele, Maria da Encarnação dos Santos. De referir, quiçá o facto mais importante, em termos históricos e culturais, e segundo documentação existente (Memórias de Viseu, de José Coelho e Dicionário Corográfico de Portugal de Pinho Leal, entre outras), a Quinta de S. Caetano ou os lugares que a integram e circundam foram pertença do Infante D. Henrique, por doação de seu pai, D. João I em inícios do século XV. Conforme relatos dos descendentes de José Maria Fernandes, transmitidos de geração em geração, sensivelmente no local onde hoje existe a Adega, existia uma casa senhorial com um largo fronteiro que detinha um fontanário monumental de chafurdo, sendo que ambos terão sido destruídos. Certo é que há documentos da época, que se referem a tal largo e nos muros da Quinta de S. Caetano, bem como numa casa reconstruída no alto da quinta (pertença de um bisneto de José Maria Fernandes) se encontram variadíssimas pedras trabalhadas que se pode presumir terão pertencido a essa mesma casa senhorial. De referir ainda que conforme documentação consultada de entre os escudeiros do Infante D. Henrique, um havia de nome Diogo Lopes de Figueiredo, morador em Silvares de Silgueiros ao ano de 1447, ou seja 13 anos antes da morte do Infante, onde, a “21 de Abril desse ano, recebeu do Cabido de Viseu o Prazo de três casas”. Numa publicação de António Lopes Pires "Silgueiros - 800 anos de uma paróquia" pode ler-se o seguinte: "Não há dúvidas de que os vinhos de Silgueiros estiveram, desde há séculos, na mesa de reis e de príncipes. Ficou famosa a quinta que o Infante D. Henrique possuía em Silvares (povoação de Silgueiros), 'com casas e com 23 casais ao redor que pertenciam à dita quinta e com todas as outras pertenças'. Daqui mandou o Infante levar vinhos para as grandes e prolongadas festas realizadas em Viseu, desde o Natal ao dia de Reis de 1414, pouco antes da conquista de Ceuta, festas que causaram, pela sua imponência e novidade, a maior admiração de naturais e estrangeiros. De Silgueiros, para esta e outras festas e banquetes reais e da grande nobreza, em Viseu, em Lisboa e outras cidades onde a corte permanecia, seguia o nosso vinho já então conhecido e apreciado."

José António Fernandes dos Santos, Ago.2017


Quinta dos Cassapos


Siga-nos nas redes sociais

Acompanhe todas as novidades da Vila de Silgueiros através das nossas redes Sociais.